Apontado como uma das principais revelações do MMA paranaense, o lutador Goiti Yamauchi tem uma sequência de lutas decisivas. Neste sábado, dia 23 de março, o atleta disputa o cinturão do Iron Fight Combat, principal evento do Nordeste, que vai ser realizado na Bahia. Em maio ele pode conquistar mais um troféu, o da competição Smash, que vai acontecer aqui em Curitiba, e na metade do ano estreia no Bellator, segundo evento mais importante do mundo referente as artes marciais.

Neste sábado, no Iron Fight Combat, o adversário de Yamauchi é Jurandir Sardinha, que é lá da Bahia. Enquanto o atleta aqui de Curitiba tem apenas 20 anos e um cartaz de 11 vitórias e apenas uma derrota, o lutador baiano possui 35 anos e um cartel de 15 triunfos e seis resultados negativos.

“O primeiro objetivo é conquistar essa vitória e esse cinturão, que vai ser o primeiro da minha carreira e vai aumentar muito a minha auto estima”, afirma Goiti Yamauchi.

Além deste combate decisivo, o lutador vai ter em maio outra competição em que ele pode conquistar o cinturão. Trata-se do Smash, que vai acontecer em Curitiba no dia cinco de maio. Um GP da categoria 66kg vai ser realizado e Goiti Yamauchi enfrenta na primeira fase Diego Marlon.

“Vai ser uma grande luta, espero me sair bem e conquistar mais essa vitória. Tenho a oportunidade de conquistar dois cinturões e estrear em uma competição internacional (Bellator). Isso vai comprovar que eu estou preparado para entrar no cenário mundial”, declara o ambicioso atleta, da Best Defense.

No entanto, Goiti Yamauchi não se deslumbra e adota a política de pés no chão. “Sou focado no que eu faço. Sei o que eu quero e trabalho da forma mais correta para realizar tudo isso. Não me empolgo com resultados, mantenho a cabeça no lugar e sigo o caminho”, conta.

E para o evento desse sábado o lutador vai ter uma motivação a mais. O primo dele, Shyudi Yamauchi, também vai lutar no Iron Fight Combat e espera comemorar uma vitória em família.

“Sempre que lutamos juntos nós vencemos, tanto no amador quanto profissional. Muita ansiedade para esse evento, pois posso me reerguer no MMA e ver o Goiti conquistar o primeiro cinturão da carreira”, afirma Shydi Yamauchi.