Toronto (AE) – A Fórmula Indy/Cart também tem o seu Michael Schumacher. É o mineiro Cristiano da Matta, que ontem, em Toronto, obteve sua quarta vitória seguida, a quinta na temporada e a sétima em dez provas. Numa categoria que tem o equilíbrio como bandeira, Da Matta está desequibrando. Ganhou a prova canadense de ponta a ponta, liderando as 112 voltas com facilidade de dar inveja. Após oito etapas, soma 118 pontos, 48 a mais que o segundo colocado no campeonato, o também mineiro Bruno Junqueira, que não pontuou em Toronto.

O triunfo de Cristiano representa um recorde. Ele iguala a marca de quatro vitórias consecutivas na categoria, até ontem privilégio apenas do americano Al Unser Jr. (1990) e do italiano Alessandro Zanardi (1998). Detalhe: em Toronto, coube a Zanardi, que recebeu várias homenagens na primeira vez que foi a uma corrida depois do acidente em que perdeu as pernas, em setembro passado, dar a bandeira verde, marcando o início da prova, e a quadriculada. Ambas para Cristiano, pois o mineiro também largou na pole. O piloto, claro, festejou bastante a vitória. Mas alegria mesmo sentiu quando soube que Emerson Fittipaldi, horas antes, o havia apontado como o próximo brasileiro campeão na F-1. “Nossa! É o maior elogio que já recebi. Fico honrado. É bom demais”, disse Cristiano. A próxima etapa da Indy é no domingo, em Cleveland.