São Paulo – A gaúcha Daiane dos Santos, 20 anos, encerrou ontem na Copa do Mundo de Stuttgart, na Alemanha, o melhor ano de sua carreira. Além de conquistar o ouro no solo, no sábado, ela chegou a mais duas finais por aparelhos. Ficou em sexto nas barras assimétricas e em quinto no salto sobre o cavalo.

No solo, Daiane desbancou a russa Svetlana Korkhina, atual campeã olímpica, e a romena Catalina Ponor, primeira do ranking da Federação Internacional de Ginástica, e apresentou o novo movimento criado pelo ucraniano Oleg Ostapenko, técnico da seleção brasileira permanente: o duplo twist esticado. A série é o trunfo da ginasta para a Olimpíada de Atenas/2004 e sábado foi seu primeiro teste. Daiane recebeu nota 9,337 no Mundial de Anaheim, quando também levou o ouro no solo, com a nota 9,737, ainda teve o movimento “Dos Santos” (duplo twist carpado) registrado na FIG.

Além do bom desempenho na copa do mundo, Daiane se igualou a Daniele Hypólito quanto ao número de medalhas em Copas do Mundo, com duas medalhas cada. Daniele foi campeã na trave, em 2002, e prata no solo, em 2003. Daiane ficou com o bronze na copa do mundo de Cottbus, também na Alemanha, em março.

Depois de dois bons resultados na Alemanha, Daiane já é apontada como favorita para Olimpíada de Atenas/2004. “Vou ter de treinar muito para alcançar o tão sonhado ouro olímpico”, disse. Em Sydney/2000, Daiane viajou como reserva e não competiu.