A Corrida do Milhão tem um novo vencedor. Na manhã deste domingo (2), o piloto Daniel Serra, da Eurofarma RC, venceu de ponta a ponta a etapa de Curitiba da Stock Car e, de quebra, ainda levou para casa um cheque no valor de R$ 1 milhão, além de se tornar o líder da categoria na temporada.

Largando na pole, Serra em nenhum momento teve sua liderança ameaçada. Pelo contrário. A cada volta, ele abriu vantagem para o então segundo colocado, Thiago Camilo, que era o líder do campeonato, mas acabou abandonando a prova faltanda ainda duas voltas.

Esta, na verdade, foi a única ‘briga’ na corrida. Apesar de algumas ultrapassagens e recuperação de pilotos nas posições intermediárias, que não chamavam tanta a atenção do público, o único momento que tirou o fôlego dos torcedores foi logo na primeira curva, quando alguns carros se embolaram, mas ninguém teve muito prejuízo e seguiram na prova.

Assim, nada atrapalhou Daniel Serra, que só se viu pressionado nas trocas de pneus, quando viu os concorrentes se aproximarem, mas a estratégia da equipe acabou dando certo e a vitória se confirmou após 29 voltas. Marcos Gomes e Cacá Bueno, ambos da Cimed Racing, completaram o pódio, em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

“Dinheiro extra entrando na conta é sempre bom, estou cheio de boleto em casa para pagar. A equipe fez um trabalho sensacional, um dos melhores carros que eu já guiei na Stock Car. Dessa vez o Meinha (Rosinei Campos) conseguiu se superar, a equipe fez um trabalho fantástico. Sou eu que subo no pódio, mas o trabalho deles é essencial”, afirmou o piloto do carro 29, que é o líder isolado da Stock Car em 2017.

Com 142 pontos, Serra abriu 16 em relação a Thiago Camilo, que não pontuou. Mesmo assim, ele vê o adversário ainda na briga e prevê dificuldades para seguir na primeira posição. Por isso, quer aproveitar a boa fase para embalar na ponta.

“Uma pena o que aconteceu com o Thiago, ainda tem muita coisa para acontecer e tenho certeza que vamos brigar pelo título até o final. Estou em um momento muito bom. Venci a corrida mais importante do automobilismo mundial, agora a da Stock Car e assumi a liderança do campeonato. É um bom momento, mas ainda faltam muitas corridas para o fim do campeonato. Precisamos continuar focados, sem erros”, completou Daniel, se referindo à vitória nas 24 horas de Le Mans, há duas semanas.

Julio Campos estava entre os primeiros, mas teve um problema no câmbio e ficou na sexta posição. Foto: Vanderley Soares/MF2
Julio Campos estava entre os primeiros, mas teve um problema no câmbio e ficou na sexta posição. Foto: Vanderley Soares/MF2

Paranaenses

A Corrida do Milhão foi relativamente boa para os pilotos paranaenses, que conquistaram boas posições.. O melhor colocado foi Gabriel Casagrande, que terminou na quarta colocação, com pouco menos de dois segundos atrás de Cacá Bueno.

Já Julio Campos, que largou na quinta colocação, mas teve problemas com o carro, conseguiu uma recuperação e ainda terminou em sexto.

“Na verdade não tinha como chegar perto do Daniel Serra, ele estava muito rápido. Começamos muito bem, mas chegando nos boxes, na hora de trocar os pneus, a marcha não entrava e acabei ficando uns 10 segundos parado, saindo com um pneu frio e acabei chegando em sexto, porque muita gente acabou arriscando com o combustível. É uma pena, porque estava fazendo uma corrida boa, o carro era muito rápido, mas infelizmente o câmbio ficou parado”, explicou o piloto da Prati-Donaduzzi.

Já Ricardo Zonta, também com problemas no carro, abandonou restando uma volta e ficou na 23ª posição. O piloto do carro número 10 ainda protagonizou o momento mais ‘irreverente’ da corrida. Ao sair dos boxes, ele atropelou o pneu de Galid Osman.