Depois de a seleção brasileira de ginástica artística feminina conquistar a medalha de bronze por equipes no Campeonato Pan-Americano de Guadalajara, Danielle Hypolito revelou confiança no potencial do time e projetou uma boa participação no Mundial da Holanda – será disputado entre 17 a 24 de outubro, em Roterdã.

“Volto satisfeita de Guadalajara, mas sabemos que o Mundial está próximo e esse vai ser um campeonato importante para a seleção”, avaliou a ginasta nesta quarta-feira, mesmo dia em que completa 26 anos. “Tenho certeza que o Brasil estará muito bem e queremos fazer uma competição ainda melhor”.

Danielle ainda minimizou sua experiência para o Mundial. Em sua avaliação, a seleção precisa de um bom desempenho coletivo para surpreender. “A seleção brasileira não se faz com uma atleta. Na seleção, essa responsabilidade é bem dividida. Formamos uma equipe muito boa”, garantiu.

Campeã no individual geral, no solo e nas paralelas assimétricas no Campeonato Brasileiro, Danielle explicou que o seu bom momento é fruto da aplicação nos treinos. “Com certeza, a dedicação é muito importante. Estou fazendo um trabalho forte visando a minha preparação e a minha dedicação é enorme”, finalizou.