Com viagem marcada para esta terça-feira aos Emirados Árabes Unidos, onde passará por exames médicos e deverá assinar um contrato de três anos com o Al Fujairah, Valdivia postou, por meio de uma rede social, uma mensagem de despedida aos torcedores do Palmeiras. Prestes a encerrar a sua segunda passagem pelo time, o chileno manifestou o seu amor ao clube, onde ele garantiu que gostaria de ficar “até velho”. Entretanto, admitiu que questões financeiras motivaram sua nova saída do Palestra Itália.

“Não tem palavras para explicar o que este clube representa para a minha vida. E não falo de futebol, falo de vida, de aprendizado. De seis anos que me entreguei, bem ou mal, mas fiquei diante de todas as adversidades, sequestro, agressão, tudo isso me fez querer mais o clube. Sou e por sempre serei agradecido à torcida, ao clube, às pessoas que sempre me apoiaram em todos os momentos”, escreveu Valdivia, na madrugada desta terça-feira, em sua conta no Instagram.

Ao se despedir, o meio-campista também ressaltou que tem orgulho de ter ajudado o Palmeiras a retornar à primeira divisão do futebol brasileiro, após o rebaixamento amargado em 2012. “Fui muito feliz disputando uma segunda divisão pelo clube que amo, voltando (a colocar) o clube onde nunca jamais deverá sair. Meu futuro está num outro clube a partir de agora, mas minha adoração por este clube será por toda a vida”, completou o ídolo palmeirense.

Por fim, Valdivia deixou claro que a proposta de 5,5 milhões de euros (R$ 16,6 milhões) do Al Fujairah era irrecusável para o Palmeiras neste momento em que o clube atravessa dificuldades financeiras, sendo que o chileno é considerado um jogador caro e de custo-benefício discutível.

“Gostaria muito de ter ficado até velho por aqui, mas o clube precisa dessa grana, espero que vocês entendam e vejam que sou eternamente agradecido a vocês… Por sempre agradecido e por sempre Porco”, encerrou Valdivia em sua mensagem de despedida.