O técnico Vicente Del Bosque confirmou que vai poupar os titulares da Espanha no jogo desta quinta-feira, contra o Taiti, no Maracanã, pela segunda rodada do Grupo B da Copa das Confederações. Dos 11 que iniciaram na vitória sobre o Uruguai, o único que deve começar jogando diante dos taitianos é o zagueiro Sergio Ramos, do Real Madrid. O treinador pregou respeito ao rival, mas afirmou que os espanhóis vão entrar em campo buscando ganhar e marcar o maior número de gols.

Del Bosque garantiu inicialmente que o goleiro Casillas, titular na vitória sobre o Uruguai por 2 a 1, não começa contra o Taiti. “Essa é uma das mudanças que vou fazer: mudar o gol. Colocarei um dos dois que não jogou”, disse, referindo-se a Victor Valdés, do Barcelona, e Pepe Reina, do Liverpool. “Vamos fazer mudanças também no resto da seleção. Trata-se da sorte de termos 23 jogadores excelentes, todos muito bons e titulares de seus times”, afirmou o treinador.

“É uma oportunidade para os que não entraram em campo na última vez”, explicou Del Bosque. Mas, apesar de poupar os titulares e do adversário ser uma seleção amadora, o treinador tratou de elogiar o Taiti. “Não foram uma equipe tão fraca contra a Nigéria (derrota taitiana por 6 a 1 na estreia). Sinceramente, não achei que jogaram mal.”

O treinador espanhol não tem uma boa lembrança do Maracanã. Em 2000, sob comando de Del Bosque, o Real Madrid foi derrotado nos pênaltis para o Necaxa, do México, na disputa pelo terceiro lugar do Mundial de Clubes – na ocasião, o goleiro Casillas estava no banco. Naquela final, também no estádio do Rio, o Corinthians foi campeão em cima do Vasco, também nos pênaltis.