Depois de quase um mês, a bola vai voltar a rolar no Brasil. O apito final da Copa América, ontem, significou também o início do segundo semestre do calendário nacional. Embora as séries C e D do Campeonato Brasileiro não tenham parado em junho, os principais torneios tiveram um intervalo, que serviram para os clubes respirarem, se ajustarem e tentarem voltar ainda melhores.

+ Leia também: O que esperar do Athletico?

Nesta segunda-feira mesmo (8) já tem jogo. Às 20h, São Bento e Sport abrem a nona rodada da Série B, dando o pontapé pra maratona que virá pela frente. A partir de agora, serão partidas todas as semanas até o início de dezembro. Ou seja, serão cinco meses com duelos eliminatórios, por Copa do Brasil, Libertadores, Copa Sul-Americana e quem sabe até um Mundial de Clubes, e em pontos corridos, no caso do Brasileirão, que vão definir o futuro de muito time.

Com os nossos não será diferente. Athletico, Coritiba e Paraná Clube vão colocar em jogo mais que os três pontos, mas também seus destinos. Principalmente o Furacão, que pode ter um calendário maior – e consequentemente melhor financeiramente – conforme for avançando de fase.

+ Mais na Tribuna: O que esperar do Coritiba?

Já Coxa e Tricolor terão somente 30 jogos daqui em diante, mas que vão refletir diretamente na economia dos clubes. Afinal, valerão um acesso à Série A, o que significaria um fôlego nas contas e a oportunidade de ganhar mais e estar em uma vitrine melhor em 2020.

+ Viu essa? O que esperar do Paraná?

Um quadro que, na verdade, se encaixa na maioria das equipes. 14 dos 20 clubes que estão na primeira divisão vão, em um primeiro momento, dividir atenções com, no mínimo, mais um torneio. Sete deles estão em três competições. O que pode interferir diretamente no desempenho, pela falta de tempo de treino entre um jogo e outro.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão

Até por isso a intertemporada pode ser decisiva. Agora, será possível ver quem aproveitou este período sem jogar e quem, literalmente, desperdiçou tempo. É previsível que mudanças na tabela ocorram. Quem estava em um mau momento pode evoluir e jogar melhor. Por outro lado, times bem colocados correm risco de despencar. Todas as vezes que o calendário parou no meio do ano, tiveram reviravoltas em seguida.

+ Confira a classificação completa da Série B

Ou seja, a tendência é que o Brasileirão reserve fortes emoções daqui em diante. O caminho é longo. Serão 29 longas rodadas na Série A e 30 na Série B. Tudo é possível que aconteça, inclusive os nossos times melhorarem e terminarem o ano de maneira positiva, comemorando os objetivos ao final de 2019. Agora, é bola pra frente que tem campeonato!

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!