O Clássico Associação Brasileira de Criadores e Proprietários do Cavalo de Corrida, principal prova de quinta-feira, marcou fácil vitória de Byzantium, enquanto a favorita Krystal Glory sem correr o esperado atrasou-se para terceiro. Marco di Colony, por sua vez, foi o destaque a Prova Especial Inverno. O que decepcionou, novamente, foi o movimento de apostas que atingiu a soma de R$ 125.952, 50. Esperava-se muito mais.

Byzantium, de criação do Haras J.B.Barros, venceu o Clássico ABCPCC, Criterium Paranaense, atropelando forte na reta de chegada, com a ótima marca de 1’34″3 para os 1.500 metros. Depois de breve luta Krystal Glory assumiu a ponta, mas muito atacada por Belgian Blue, que livrou vantagem porque E.G.Cruz tentou acomodar a favorita, mas logo em seguida voltou para a liderança. Na entrada da reta, Byzantium melhorou rapidamente e, nos 250 metros finais pelo centro, da raia, dominou facilmente a corrida, enquanto Krystal Glory, sem render o esperado, perdeu o segundo para Best Luck.

Byzantium é um filho de Burooj e Suranee, que defendeu as cores do Stud Mandrake, de Ricardo Slaviero, que foi apresentado em grande forma por Ivo Oliveira e bem dirigido por Jorge Ayarza.

Milha

Marco di Colony, de criação e propriedade do Haras Curitibano, venceu a Prova Especial Inverno, em difícil final, bem dirigido por Zeferino Moura Rosa e apresentado em grande forma por Marcos Ferreira Gusso.

Diversos animais saíram em luta, mas na entrada da curva Roaming-Sky assumiu a ponta, sem se destacar. Na reta modificou-se o panorama da corrida. Marco Di Colony com boa ação assumiu a ponta, mas teve que ser exigido a fundo para defender-se do ataque de Marktony, que também apresentou-se com grande ação na fase decisiva da corrida. Nikkey, Neon do Champion e Hio Verde, pela ordem completaram o marcador.

Provas Complementares

Brisandina (Z.M.Rosa) estreou com vitória na prova de abertura do programa. Na entrada da curva firmou-se na frente com Bayonne na segunda colocação. Orsetta aproximou-se dos dois primeiros e, nos 200 finais atacou a ponteira, chegando a dar impressão de vitória. Depois de breve luta, porém, a defensora do Haras J.B.Barros, reagiu e defendeu sua posição até o final, com Orsetta e Bayonne, pela ordem, nas posições imediatas.

Lampeggio (E.P.Santos), do Stud Magenta, venceu em sensacional atropelada. Xin-Lo correu na frente sempre ameaçado por Gazapa. Na reta, inicialmente os dois primeiros foram dominados por Grand Atlético, que por sua vez foi suplantado do por Lampeggio que atacou forte, para conquistar bonita vitória.

Kingsamba (J.Jesus), de Mário Aparecidos dos Santos, foi o vencedor da terceira prova. Poxina correu na ponta, com Kingsamba firmando-se na segunda colocação, na grande curva. Na reta, com grande ação, dominou a corrida, com Poxina defendendo o segundo. Misbroto chegou terceiro.

Dono da Noite (E.Araújo) venceu o quarto páreo defendendo as cores Stud Nathalia & Natalia. O tordilho assumiu a ponta na entrada da reta e muito firme, seguiu até o disco de chegada, deixando Champion Red na segunda colocação, com Last Of Nijinsky melhorando para terceiro.

Baronette (J.S.Cardoso) confirmou seu favoritismo, marcando a segunda vitória do Stud Mandrake. Correu na frente e ganhou por vários corpos de Indy Ana, que formou a dupla, deixando Bigorrilho na terceira colocação.

Punta Di Leste (Z.M.Rosa) venceu a penúltima prova da noite, depois de dura luta com Oxygéne, que demonstrou boa velocidade. Chucker Out terminou na terceira colocação.

Anchors Away (Z.M.Rosa) venceu a prova final, completando uma noite na qual brilhou o Haras J.B.Barros. Depois de dominar os mais velozes na reta de chegada, não chegou ser ameaçada por Prince Avenue, que formou a dupla com Otter Rock na terceira colocação.