Em sua primeira partida em um Mundial, Diego Costa não conseguiu o resultado que esperava: na última sexta-feira, a Espanha levou de 5 a 1 da Holanda. O atacante brasileiro naturalizado espanhol garante, no entanto, que sua equipe fará de tudo para apagar a má impressão deixada no primeiro jogo e tentar a classificação no grupo B.

Diego Costa classificou a segunda partida contra o Chile, na quarta-feira, como “o jogo da vida” dos espanhóis. “O bom da vida é que há sempre outra oportunidade, cabe a nós agarrá-la e lutar até o fim. Esta partida define se seguimos vivos na competição”, disse o atacante do Atlético de Madrid, em evento de um patrocinador neste domingo.

Ele reconheceu que sua estreia em Copa do Mundo foi abaixo do que esperava, mas se mostrou confiante em uma reação da seleção espanhola. “Ninguém gosta de perder, principalmente da forma como foi, mas sabemos que não podemos nos abater porque ainda há chances de classificação”, afirmou.

Apesar de ter nascido na cidade de Lagarto, no interior do Sergipe, Diego Costa reafirmou que irá se entregar ao máximo pela equipe espanhola. “Que todos saibam que darei tudo por esta camisa. Se estivermos todos unidos, conseguiremos seguir adiante e fazer o povo espanhol feliz como na última Copa”, disse o atacante, citando o título mundial conquistado pelos espanhóis em 2010.