Diego Hypólito conquistou sua
quarta medalha de ouro este ano.

Ghent – Diego Hypólito confirmou o favoritismo na ginástica de solo e conquistou na manhã de ontem, em Ghent, na Bélgica, mais uma medalha de ouro na Copa do Mundo de Ginástica. Depois de ser o melhor na fase classificatória, com 9.615, o brasileiro marcou 9.737 e subiu ao lugar mais alto do pódio.

Ioan Suciu, da Romênia, recebou nota 9.700 e ficou com a medalha de prata. Já o holandês Jeffrey Wammes fez 9.587 e conquistou o terceiro lugar na etapa belga. Diego ainda tenta hoje uma vaga na final no salto e precisa garantir, pelo menos, a segunda colocação na modalidade.

Último a se apresentar no solo, Diego começou dando uma seqüência de piruetas bem feitas e encerrou com um duplo mortal com pirueta, no qual cometeu um pequeno erro ao pisar no tablado “Cada medalha conquistada serve de estímulo para que eu tente beirar a perfeição. Estou me sentindo muito seguro nas apresentações de solo e isso vem ajudando muito. Espero encerrar o ano com a conquista de mais uma medalha para o Brasil na grande final”, disse Diego.

Ouro no solo nas etapas do Rio de Janeiro, La Serena (Chile) e Glasgow (Escócia), o brasileiro já está na final da modalidade na Copa do Mundo, que será realizada em dezembro, em Birmingham, na Inglaterra.

Daniele Hypólito

Depois de Diego, foi a vez de Daniele Hypólito subir ao pódio na Bélgica. Ela ficou com a medalha de bronze nas barras paralelas, ganhando nota 9.300, e conquistou a vaga para a grande final da modalidade, na Inglaterra.

A ginasta brasileira precisava ficar entre as quatro melhores para se classificar. O ouro ficou com a chinesa Ya Li, que recebeu nota 9.712, e a norte-americana Melanie Sinclair levou a medalha de prata, com 9.650. “Queria muito estar na grande final da paralela e alcancei meu objetivo com muita garra. A cidade de Ghent sempre me deu sorte e foi aqui que conquistei um dos resultados mais importantes da minha carreira, a medalha de prata no solo no mundial de 2001”, lembrou a ginasta brasileira.

Daniele ainda disputa medalhas na trave e no solo em Ghent. Nas duas modalidades, no entanto, a ginasta brasileira já tem presença garantida na final que será disputada no próximo mês.