Medalha de ouro na prova de solo do Mundial de Ginástica de Stuttgart, na Alemanha, o brasileiro Diego Hypólito disse que a dificuldade da competição disputada há poucos dias é maior até mesmo do que a encontrada em olimpíadas.

?Esse mundial foi o que eu mais fiquei feliz, porque é um que vale como pré-olímpico. É mais difícil até mesmo do que as próprias olimpíadas?, afirmou.

Já Jade Barbosa, terceira no individual geral feminino, ficou surpresa com a conquista. ?Quando ela (Eliane Martins, coordenadora da seleção brasileira) veio me falar que tinha terminado em terceiro, fiquei boba. Fiquei muito feliz?, contou.

Daiane dos Santos, por sua vez, que estaria ameaçada de não disputar as Olimpíadas de Pequim caso não melhore seus resultados, disse que espera se recuperar das constantes lesões para continuar na seleção brasileira.

?Agora, recuperada da lesão, tenho que me preparar para o ano que vem. Acho que não tem muita coisa a fazer a não ser isso?, opinou.