Branquinho é o primeiro reforço contratado pelo Atlético após o início da Série A do Campeonato Brasileiro. Durante a preparação, chegaram o zagueiro Leandro, do Corinthians Paranaense, e os laterais Lisa, do Operário de Ponta Grossa, e Wagner Diniz, do São Paulo.

No entanto, o clube ainda correr atrás de mais nomes. Segundo o diretor de futebol Ocimar Bolicenho, ainda faltam três nomes. “Continuo com o compromisso de trazer os três jogadores que faltam”, afirmou, reforçando declaração que havia dado domingo passado, após a derrota para o Corinthians, em São Paulo.

Desse trio que deverá desembarcar no CT do Caju, Bolicenho afirmou que um deles será um grande reforço, enquanto os outros virão para compor elenco. Porém, para essas novas contratações, o diretor não estipula prazo.

Especula-se que o principal reforço poderá vir do Santos -clube com o qual o Furacão mantém bom relacionamento. Dentre os nomes cogitados, estão os atacantes Maikon Leite e Madson.

O primeiro está sendo pouco aproveitado, e é uma aposta, o segundo é reserva um reserva de luxo, mas vem entrando constantemente no time de Dorival Júnior, o que complica a negociação.

Essas eventuais transações com o Santos só devem ocorrer depois que o Atlético resolver a disputa judicial envolvendo Wallysoon, e que terá capítulo decisivo na próxima semana. O jogador interessa ao Peixe, mas ele só pode ser envolvido em uma troca se o Rubro-Negro conseguir a prorrogação de seu contrato -razão do imbróglio jurídico.