Com as contas em dia, o time vencendo e campanhas de marketing decolando, o Paraná Clube vive o seu melhor momento na temporada 2011. O presidente Aramis Tissot não esconde: está animado com a possibilidade de o Tricolor coroar esse “momento mágico” com o acesso à primeira divisão nacional, em novembro.

O dirigente sabe que a trajetória será árdua e cheia de obstáculos, mas vê um clube obstinado na busca desse objetivo e livre das “picuinhas” de outrora. “Hoje, todos estão remando para o mesmo lado. Um sinal claro disso foi o evento de segunda-feira. A campanha idealizada pelo nosso marketing está mostrando o quanto o nosso torcedor quer ajudar nessa volta à Série A”, disse Tissot, que acompanha a delegação tricolor nessa maratona por Goiânia e Recife.

Segundo as informações passadas pelo vice de marketing Vladimir de Carvalho, apenas nas primeiras horas o projeto “O Patrocinador é Você” teve mais de duzentas adesões.

Após a vitória expressiva sobre o Goiás (3 x 0, no Serra Dourada) a procura foi ainda mais intensa. “Filas se formaram lá na Kennedy e, por conta disso, disponibilizamos mais dez funcionários para melhor atender nosso torcedor a partir desta quinta (hoje)”, disse Tissot.

A diretoria também decidiu estender até domingo a campanha, que inicialmente se encerraria no sábado. A meta é atingir a marca de 1.500 adesões. O torcedor, além de “escrever” seu nome na exclusiva camisa 3 do Paraná, terá uma série de benefícios.

“É um projeto inédito no Brasil e que certamente será vitorioso, pois o nosso momento é animador”, ressaltou Aramis Tissot. O presidente em exercício, que assumiu o cargo desde o afastamento de Aquilino Romani, garante que o trabalho do clube, em seus mais diversos setores, hoje está voltado para apenas um objetivo maior: o acesso à elite nacional.

“Hoje, conseguimos melhorar a nossa condição junto à tevê. Mas voltar à Série A seria a redenção do Paraná”, admite. Na atual temporada, o Tricolor conseguiu dobrar a sua cota de TV na Série B (passou de R$ 800 mil para R$ 1,6 milhão).

Porém, no caso de sucesso nessa temporada, a previsão é de que o Paraná teria direito a algo em torno de R$ 25 milhões em 2012. “Não estamos medindo esforços. Já trouxemos muitos reforços e outros poderão chegar. Tudo vai depender do encaixe das peças e da avaliação do nosso treinador”, explicou Tissot.

“Vamos fazer de tudo para manter e ampliar essa corrente positiva. Isso é algo fundamental para que a gente consiga atingir as metas estabelecidas para essa temporada”, arrematou o presidente.