Ainda na primeira perna da disputa da Volvo Ocean Race, os americanos do Puma e os espanhóis do Team Telefónica fazem disputa acirrada nas águas da costa brasileira. Na madrugada desta quinta-feira, os veleiros cruzaram o primeiro portão da regata, em Fernando de Noronha, no litoral pernambucano.

A diferença entre as duas equipes que lideram a competição, após a passagem pela linha do Equador, não ultrapassa 12 milhas náuticas (22 km), o que é considerado pouco para uma corrida de longa duração.

A tradição da Volvo Ocean Race até então mostra que quem vence a primeira perna da volta ao mundo é o campeão. Foi assim nas duas últimas edições e os dois barcos mais experientes na regata seguem a cartilha e polarizam uma disputa acirrada nas águas do Atlântico Sul após doze dias de aventura.

A largada rumo à cidade do Cabo foi dada no último sábado e a previsão de chegada em território africano é 25 de novembro, depois de 6.500 milhas náuticas (12.044 km). A segunda perna, entre Cidade do Cabo e Abu Dhabi (Emirados Árabes) tem largada em 11 de dezembro para percurso de 5.430 milhas náuticas (10.060 km).