Número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic salvou quatro match points (pontos decisivos do jogo) e superou o francês Jo-Wilfried Tsonga (5º) por 3 sets a 2, hoje, pelas quartas de final de Roland Garros 6/1, 5/7, 5/7, 7/6 (8-6) e 6/1, em 4 horas e 8 minutos.

Na semifinal, que será disputada na quinta ou sexta-feira, o sérvio enfrentará o suíço Roger Federer, que eliminou o argentino Juan Martin Del Potro por 3/6, 6/7 (4-7), 6/2, 6/0 e 6/3.

Este será o 26º confronto entre ambos e Federer leva a vantagem com 14 vitórias, mas perdeu os dois últimos (semifinais do Aberto dos EUA-2011 e do Masters 1000 de Roma-2012).

Hoje, Djokovic sofreu mais uma vez -nas oitavas derrotou o italiano Seppi após estar perdendo por 2 sets a 0.
No quarto set, o sérvio salvou salvar quatro match points, levou o confronto para o tie-break e, no quinto set, praticamente só administrou o nervoso Tsonga.
Este foi o 11º duelo entre Djokovic e Tsonga. Agora, Djokovic vence o confronto direto por 6 a 5.