Ficou com o Kindermann, de Santa Catarina, o título brasileiro interclubes de futebol de salão sub-20, competição disputada na cidade de Caçador. Nada mais justo e merecido, já que esta agremiação catarinense desenvolve um trabalho magnífico.

O Kindermann conquistou invicto o título brasileiro com 33 gols a favor e apenas 9 contra. E os resultados do Kindermann na Taça Brasil Sub-20 foram estes: 3×3 América/RJ, 10×1 Univila/ES, 9×1 Cotia/SP e 3×0 Londrina/Unopar, na primeira fase. Na etapa semifinal o Kindermann ganhou do Londrina/Unopar por 5 a 2, e na final, contra o Popiolski, também de Santa Catarina, venceu por 3 a 1.

A participação de Londrina foi muito boa. A equipe campeã paranaense da categoria ficou em terceiro lugar, perdendo apenas para as duas equipes catarinenses (Kindermann e Popiolski, campeã e vice da competição, respectivamente).

A campanha do Londrina/Unopar na Taça Brasil Sub-20 foi esta: 6×0 Cotia/SP, 7×2 Univila/ES, 4×2 América/RJ e 0x3 Kindermann/SC, na primeira fase. E na fase semifinal a equipe londrinense perdeu para o Kindermann por 5 a 2, num jogo em que, além de apresentar algumas falhas, teve pela frente um adversário muito forte e desenvolvendo um futsal de primeira linha.

Quanto ao Maringá Seleto, o outro representante paranaense na Taça Brasil Sub-20, sua campanha não foi das melhores. A equipe maringaense iniciou bem a competição, vencendo a Sabesp/SP por 4 a 3, mas depois perdeu para o Popiolski por 2 a 0, caiu diante do Cresspom/DF por 5 a 3 e perdeu para o ABC/MG por 7×6.