O técnico Dorival Júnior acredita que o Santos ainda pode surpreender no Campeonato Brasileiro e desbancar o Palmeiras da liderança nas rodadas finais. O treinador sabe que será difícil tirar os atuais seis pontos de diferença em quatro rodadas, mas acha que pode acontecer. “Estamos fazendo uma campanha muito regular ao longo do Brasileiro. A distância para o líder é considerável. Mas nada está descartado. Confiamos muito que alguma coisa de muito bom possa acontecer”, comentou o treinador em entrevista à TV Globo.

O Santos faz uma excelente campanha na reta final da competição. Nos últimos sete jogos, venceu seis. Mas como em uma competição por pontos corridos o que vale é a regularidade e o time alvinegro oscilou muito no primeiro turno, agora precisa torcer por tropeços do Palmeiras para faturar o título.

“Essa arrancada está sendo importante, está sendo fundamental, agora se tivéssemos uma regularidade um pouco a mais no começo talvez hoje nós tivéssemos alguns pontos que nos aproximassem ou nos fizesse ultrapassar um ou dois pontos do líder. E mesmo assim, com tudo isso que tem acontecido o Santos se manteve forte, regular e dificilmente deixou as quatro primeiras colocações do campeonato nessas 34 rodadas”, analisou.

Na opinião de Dorival Júnior, o principal motivo pelos altos e baixos foi a perda de jogadores. “O Ricardo Oliveira, por exemplo, jogou 16 partidas em 34. Eu não tive Zeca, Thiago Maia e Gabriel na ocasião por sete partidas em razão das Olimpíadas. Lucas Lima e Ricardo Oliveira também convocados para seleção no início da primeira fase, e no início da segunda fase. Isso também gerou um complicador muito grande”, opinou.

Apesar dos problemas enfrentados, o treinador acredita que a diretoria do clube vem fazendo um excelente trabalho e projeta títulos nos próximos anos. “Não tenho duvidas em afirmar que o Santos está se preparando para viver um grande momento. Não sei se vai ser agora ou daqui a seis meses, ou daqui a um ano, mas no Santos dá para sentir isso. Se não mudar essa concepção de trabalho, se deixar que as coisas aconteçam… completarmos esse elenco o quanto antes e termos um elenco que responda na sua plenitude. Ai sim o Santos estará consolidando um grande momento”, finalizou.

O Santos volta a campo nesta quinta-feira, às 19h30, para enfrentar o Vitória, no estádio da Vila Belmiro, em Santos. Pouco depois, às 21 horas, secará o Palmeiras, que visita o Atlético Mineiro no estádio Independência, em Belo Horizonte.