O clássico de amanhã, para o técnico Ricardo Drubscky, pode valer muito mais que o acesso do Atlético à Série A. Como ele mesmo admite, subir com o Furacão dará um upgrade em seu currículo. Será uma espécie de selo de qualidade para seu trabalho. Com experiência em times de menos expressão, o Atlético é a grande chance de sua carreira – pautada por muita teoria e estudos.

O único trabalho em clube de ponta antes do Furacão foi um mês de comando na equipe profissional do Atlético-MG, no começo da década passada. “Tenho experiências com clubes médios, em clube grande é a primeira vez. O que eu precisava era de uma chancela como esta do Atlético para mostrar que [com a minha forma] se joga ainda com mais qualidade quando a camisa é forte. Tenho certeza que o meu trabalho pode dar certo em qualquer clube”, afirma.

Apesar da importância do jogo para sua carreira, Drubscky assegura estar com os pés no chão caso a conquista não signifique sua sequência no comando do Furacão, embora o desejo seja este. “Eu quero permanecer, mas estou consciente que as coisas podem não acontecer. Mas vislumbro uma sequência melhor, com possíveis reforços, a Arena da Baixada e a Série A”, afirma.

E não foi fácil conseguir se firmar em um clube de maior expressão, como ele afirma. “Despejado” do cargo de treinador após dois jogos, o treinador teve de aprender a conviver com a desconfiança criada sobre si – segundo Drubscky, o ponto mais complicado e que exigiu dele superação e forças para seguir em busca do seu objetivo. “O momento mais conturbado, que me deixou mais sem chão, foi a saída. Mas com toda a sinceridade da minha vida, quando voltei, cheguei de uma maneira muito forte, energizado, confiante e os resultados mostram que não estou mentindo. É incontestável tudo aquilo que a gente fez, com a qualidade do jogo, a pontuação adquirida”, relembra.

Com campanha tão boa, o treinador se sente mais confiante para amanhã carimbar mais um acesso na sua carreira de comandante. No ano passado, Drubscky levou o Tupi da Série D para a Terceirona, e como campeão. “É um jogo decisivo, mas estou sinceramente tranquilo porque estamos em uma trajetória interessante e isso nos fortalece”, destaca.