O jogo diante da Portuguesa será um confronto direto entre dois clubes que querem deixar a zona de rebaixamento. Ambos conquistaram 23 pontos e o Furacão está há quatro rodadas sem vencer no Brasileirão. Por isso a necessidade urgente de vitória.

Um dos mais ansiosos por reencontrar a torcida e o clima de euforia no estádio é o lateral Alberto, que retorna ao Atlético após nove anos no futebol italiano. “Estou ansioso por estrear. O ambiente está superlegal. O Geninho deu tranqüilidade. Então vamos com tudo para o jogo para vencermos e subirmos na tabela”, destacou o atleta que afirma estar bem fisicamente, mas que precisa de mais ritmo de jogo.

Outro jogador que busca esse ritmo é o volante Valencia, que retorna à titularidade após tratamento de uma lesão na coxa, que lhe rendeu várias rodadas de afastamento.

“Estou bem e creio que com o retorno dos jogadores que estavam no departamento médico o grupo fica mais forte e vamos fazer todo o possível para ganhar o jogo”, concluiu o colombiano.

Estratégia

A formação do Atlético foi montada em cima do que o adversário apresenta. “A Portuguesa vem com dois homens de ataque – Washington e Jonas que são grandes e se enfiam dentro da área. Por isso tenho a necessidade de dois homens para marcar e mais um na sobra. Com a volta do Rhodolfo, faço a opção de começar com três zagueiros que tiveram um boa fase aqui no Atlético”, explicou o técnico Geninho.

O treinador destacou que sua equipe jogará no 3-4-1-2, com Ferreira fazendo o número um. O colombiano atuará no meio-campo com liberdade total de chegar à frente e transformar-se num terceiro atacante.