Embalados por bons resultados conquistados na última rodada, Atlético e Corinthians ficaram apenas no empate, por 1 a 1, na noite desta quarta-feira (8), na Arena da Baixada. O jogo ficou marcado pelos erros da arbitragem, que assinalou dois pênaltis muito contestados pelas equipes.

Com o resultado, o Atlético permanece na sétima colocação do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o Furacão encara o Guarani, domingo, em Campinas.

Na bronca

Sem contar com o gringo Guerron, o Atlético iniciou o jogo diante do Corinthians com o retorno de Paulo Baier na armação de jogadas, Bruno Mineiro pela esquerda e Maikon Leite centralizado no ataque.

A formação escalada por Paulo César Carpegiani não fez efeito na primeira etapa. O setor ofensivo atleticano não funcionou e o Furacão não criou perigo para o goleiro Júlio César.

Pelo outro lado, o Corinthians contava com o retorno do fenômeno Ronaldo, que não fez muita coisa, mas, participou do lance capital da etapa inicial. Aos 34 minutos, o atacante driblou a marcação e chutou.

A bola bateu na perna e, em seguida, no braço do lateral-direito Wagner Diniz. O árbitro assinalou o pênalti para bronca geral dos rubro-negros na Arena da Baixada.

Ronaldo cobrou no canto direito superior, Neto pulou para o outro lado, e a rede balançou, abrindo o placar no Joaquim Américo. O jogo seguiu truncado até o apito final.

Deu o troco!

Na segunda etapa, Carpegiani tira o volante Deivid e promove a estréia do paraguaio Ivan Gonzales. A modificação deixa o Atlético com uma maior movimentação no capo de ataque.

Mas, as chances custam a aparecer. Aos 24min, Wagner Diniz invade a área e é derrubado por Leandro. O árbitro assinala o pênalti. Bruno Mineiro cobra bem, no canto esquerdo, Júlio César pula para o outro lado. Festa na Baixada.

O Furacão seguiu dominando as ações do jogo, mas, pouco chegava com perigo à meta do arqueiro do Corinthians. O Timão assustou Neto aos 41min, com Elias. O volante desviou por cima da meta rubro-negra. Ficou assim na Baixada: Atlético 1×1 Corinthians.