Durou apenas 15 minutos, com direito a várias interrupções do técnico Dunga. O time reserva tinha um jogador a menos, e o auxiliar-técnico Jorginho atuou como lateral-direito. Mesmo assim, o minicoletivo dirigido nesta terça-feira (19) por Dunga serviu para confirmar que o time que ele tem na cabeça para a estréia na Copa América está definido. Robinho assumiu sua posição no ataque ao lado de Vágner Love, e Diego, recuperado de uma contratura muscular na coxa esquerda, tomou o lugar que vinha sendo ocupado por Anderson.

O técnico parou o treino quatro vezes para repetir cobranças de falta pelas laterais – duas no ataque da equipe titular e duas no ataque dos reservas. Nessas jogadas, a única finalização perigosa foi uma cabeçada de Alex Silva que Helton espalmou por cima do gol.

O treino foi curto, mas pela primeira vez Dunga aproveitou o campo inteiro – nos trabalhos anteriores, havia usado o campo reduzido. Quando o time titular tinha a bola, a preocupação do treinador era pedir paciência na troca de passes e viradas de jogo. Na marcação, o técnico reclamou de um erro de posicionamento dos volantes Mineiro e Fernando num contra-ataque puxado por Júlio Baptista. "Vocês dois vieram cobrir o lado direito. Um deveria ter voltado pelo meio", disse. Fernando, do Bordeaux, treinou no lugar de Gilberto Silva, poupado pelo segundo dia seguido por causa de uma gripe.

O lance curioso do treino foi ver o quarentão Jorginho dando um pique para tentar parar Robinho. "Ele quase me matou", brincou o auxiliar de Dunga, que treinou no lugar de Daniel Alves porque o jogador do Sevilla foi liberado na hora do almoço para viajar para a Espanha – sábado disputará a final da Copa do Rei contra o Getafe.

Para encerrar a tarde, houve um trabalho de cruzamentos para que zagueiros e atacantes finalizassem para o gol. Elano foi o mais preciso nos cruzamentos pela direita e Kléber, pela esquerda. "O Kléber não cruza, ele coloca a bola", elogiou Jorginho. Nas finalizações, o zagueiro Alex e o atacante Fred foram os que mais balançaram a rede.

Nesta quarta, no último dia na Granja Comary, a Seleção treinará em dois períodos. A viagem para Puerto La Cruz, que será a base da delegação na Venezuela, está marcada para as 21h30, com saída do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio.