Depois de João Souza, o Feijão, Guilherme Clezar e Bruno Soares nas duplas, mais um tenista da casa deu adeus ao Brasil Open. Rogério Dutra Silva não foi páreo para o italiano Paolo Lorenzi e acabou derrotado por 2 sets a 0, com parciais de 4/6 e 3/6, em 1h11 de jogo no Ginásio do Ibirapuera. O único brasileiro ainda na disputa é Thomaz Bellucci, que encara o austríaco Andreas Haider-Maurer ainda nesta quinta-feira, não antes das 19h30.

O paulista, número 147 do ranking da ATP, vinha de duas vitórias no qualifying e de uma boa estreia contra o espanhol García-López, mas teve o embalo freado e acabou eliminado. Já o italiano continua na disputa e, nas quartas de final, enfrentará Juan Monaco. Mais cedo, o argentino ganhou do espanhol Albert Ramos por 2 sets a 1.

O brasileiro começou a partida em um ritmo forte e até conseguiu uma quebra de saque no terceiro game, fazendo 2/1. Mas o italiano reagiu rapidamente e devolveu, igualando o placar. O jogo estava equilibrado e tinha tudo para ir ao tie-break, mas não saiu como o esperado. Rogerinho abusou de erros não-forçados no momento decisivo e acabou superado pelo italiano no primeiro set por 6/4.

A derrapada deixou a confiança do brasileiro abalada no início da segunda parcial, e Lorenzi soube aproveitar ao se impôr no jogo e abrir 3/0. Aos poucos, o dono da casa foi retomando o controle, marcou bons pontos e arrancou aplausos no Ibirapuera. Ele parecia esboçar uma reação e até quebrou o saque do rival, mas não conseguiu confirmar o seu serviço e continuou atrás no placar. O italiano apenas administrou o resultado e decretou a sua vitória no set por 6/3.