Paulo César Carpegiani faz hoje o treino final antes de definir quem vai escalar pra o jogo contra o Vitória, amanhã, na Arena da Baixada. O time não deve ter grandes alterações.

A maior dúvida do treinador segue na lateral-direita. No empate com o Botafogo, Carpa gostou de Élder Granja e da força que ele deu no setor ofensivo. Para o jogo em casa, Carpegiani já de sinais que quer o time ofensivo de novo. Isso poderia abrir uma chance de titularidade ao lateral recém-contratado.

Provavelmente, o treinador só confirme sua escolha minutos antes da partida. “Os dois podem até jogar juntos, com o Élder como segundo homem de meio. O Diniz é melhor na marcação, mas precisamos atacar na quarta-feira (amanhã), ter a posse de bola, aumentar em termos de qualidade. O Élder tem tudo isso. Vou esperar momento para fazer esta troca”, sugestionou Carpegiani.

Mantendo a boa fase de quatro jogos sem perder, o Atlético pode alcançar números ainda melhores. Nas 11 rodadas recentes, a equipe sofreu apenas uma derrota e acumula 7 vitórias e 3 empates.

São 72.7% de aproveitamento, melhor médias entre os sete primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, deixando todos os seus concorrentes diretos a uma vaga na Copa Libertadores para trás.

Uma das receitas para manter os números numa crescente amanhã vem do meia Branquinho. “Tem que entrar na mesma pegada que se tem com times considerados maiores. Se entrar achando que já ganhou seremos surpreendidos. Temos que jogar atentos para matar o jogo. Somos muito forte em casa com o apoio do nosso torcedor”, ressaltou.