Embalado por uma grande temporada, o espanhol Rafael Nadal comemorou neste domingo o bicampeonato de Wimbledon. Mesmo sem exibir a brilhante atuação da final de 2008, quando venceu o rival Roger Federer em um dos grandes jogos da história do tênis, o atual número 1 do tênis não escondeu a alegria por levantar mais uma vez o troféu do Grand Slam inglês.

“É mais que um sonho para mim. Sempre foi meu sonho jogar aqui nesta quadra e hoje, jogar a quarta final, é incrível. Eu não pude estar aqui no ano passado, mas neste ano eu voltei. E ter este troféu nas minhas mãos é mais do que um sonho”, celebrou Nadal, que chegou ao seu oitavo título de Grand Slam.

O tenista, que se tornou o espanhol com mais títulos em Wimbledon, não pôde defender o seu troféu em 2009 por causa de uma tendinite nos dois joelhos. Federer aproveitou a ausência do arquirrival para se sagrar campeão pela sexta vez e bater o recorde de conquistas de Grand Slam no ano passado, com 15 títulos – já soma 16, com a vitória no Aberto da Austrália em janeiro.

Enquanto o suíço superava marcas históricas, Nadal se ausentava do circuito para tentar se recuperar das lesões. A queda foi registrada no ranking da ATP. O espanhol caiu para o quarto lugar, e esteve perto de figurar na quinta posição no início deste ano.

“Com certeza não tive um ano fácil depois do título. Voltar ao meu torneio favorito e jogar bem outra vez, e não apenas jogar bem, mas terminar com o troféu, é incrível. Foi muito difícil voltar nas minhas melhores condições. Eu consegui, então este é um momento muito importante e emocionante para mim. Quero aproveitá-lo”, festejou Nadal.

A vitória em Wimbledon coroa uma grande série vitoriosa do espanhol neste ano. Ele venceu em sequência três Masters 1000 e Roland Garros, em seu pentacampeonato. Com o título na grama inglesa, Nadal acumulou 31 vitórias nos seus últimos 32 jogos. A única derrota aconteceu nas quartas de final do Torneio de Queen’s, para o compatriota Feliciano Lopez, no início de junho.

Com seu segundo troféu de Grand Slam deste ano, Nadal agora buscará o título do US Open, torneio que ainda não venceu na carreira. Antes disso, porém, ele avisou que fará um tratamento nos dois joelhos para ter boas chances de vencer o Grand Slam, no final de agosto.

“Agora tenho que seguir um tratamento nos joelhos. Vou realizar um trabalho sério para estar pronto para o torneio americano”, revelou o espanhol, de 24 anos, que superou o compatriota Manuel Santana em conquistas em Wimbledon.