O inglês Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, afirmou nesta sexta-feira que ainda acredita na permanência da Renault na categoria. A montadora francesa ainda não confirmou sua participação e tem sido alvo de boatos sobre uma possível saída do Mundial.

“Eu estou confiante e acredito que a Renault continuará na Fórmula 1 no próximo ano, com o mesmo nome. E assim será pelos próximos anos”, afirmou Ecclestone em entrevista ao jornal The Times.

O inglês disse que está “trabalhando para resolver toda esta situação”, e afirmou que uma definição deve acontecer nos próximos dias.

Caso perca a Renault, a Fórmula 1 ficará com apenas Ferrari e Mercedes como representantes de montadoras. Desde o fim de 2008, Honda, Toyota e BMW já anunciaram sua saída da categoria.

Além de questões financeiras e ambientais, como tem alegado, a Renault pode deixar a Fórmula 1 devido ao prejuízo que o episódio de Cingapura causou à marca. Na prova de 2008, Nelsinho Piquet bateu propositadamente, a mando de dirigentes do time, para ajudar o companheiro Fernando Alonso a vencer. O escândalo foi revelado apenas neste ano.