Depois de terem sido incluídas como palcos de corridas de um calendário provisório da Fórmula 1 de 2014, divulgado no fim de setembro, México e New Jersey tiveram suas etapas descartadas por Bernie Ecclestone, chefe da categoria, neste sábado, em Austin, onde a F1 contará com a penúltima prova de 2013, o GP dos Estados Unidos, neste domingo.

O dirigente avisou que, embora tenha o desejo de organizar corridas em solo mexicano e na cidade norte-americana, a realização de provas nestes locais não acontecerá antes de 2015.

O calendário definitivo para 2014 será aprovado no próximo dia 6 de dezembro e Ecclestone disse que a F1 está perto de chegar a um acordo para realizar o GP do México, mas enfatizou que o país ainda precisa construir um pista que esteja adequada às exigências da categoria.

Um plano preliminar previa a remodelação do Circuito Hemanos Rodrígues, na Cidade do México, mas o chefe da F1 avisou: “No momento, nós temos mais ou menos um acordo com o México. Eles tem de fornecer o circuito, e isso está causando um pouco de problema. Ele precisa ser reconstruído”.

Já em relação ao GP de New Jersey, que seria uma segunda prova do calendário nos Estados Unidos, Ecclestone indicou que o mesmo está ainda mais longe de ser concretizado. Entretanto, disse estar “100% comprometido” para trabalhar para que os norte-americanos possam abrigar duas provas do calendário da F1.