O dia foi agitado no Atlético Paranaense. O clube acertou a rescição de contrato com o lateral direito Éder, um dos dez reforços contratados durante a Copa do Mundo. O motivo da dispensa do atleta não foi divulgado, mas a informação que circula é de que foi por indisciplina do jogador.

Éder foi dispensado do Furacão três dias depois de ter seu nome publicado no BID. O jogador veio do Grêmio Prudente e nem chegou a estrear com a camisa rubro-negra. Para substituir a saída do lateral, o Atlético contratou o volante Joílson, que estava no Grêmio. Além de jogar pelo meio, o atleta pode atuar também na lateral direita.

Há cerca de um mês atrás, o Atlético chegou a anunciar Joílson como novo reforço do clube, antes mesmo de contratar Éder. No entanto, o atleta gremista tinha sido reprovado nos exames médicos e acabou devolvido à equipe gaúcha. Dessa vez, ele foi aprovado e fica no Furacão por empréstimo até o final do ano.

Iván González

O meia paraguaio Iván González, também contratado durante a Copa do Mundo, teve seu nome publicado hoje no BID da CBF e está liberado para atuar pelo Furacão.

Mudanças na equipe

O Atlético realizou hoje mais um treinamento visando a partida de domingo, contra o Goiás. A equipe se concentra à noite e viaja amanhã para a capital goiana. Na atividade desta manhã, o técnico Paulo César Carpegiani promoveu apenas duas mudanças na formação que venceu o Santos por 2 a 0 na última quarta-feira.

O treinador tem as voltas do zagueiro Manoel, que já cumpriu toda sua pena imposta pelo STJD, e do volante Chico, que estava suspenso na última partida do rubro-negro. Com o retorno dos dois atletas, Leandro e Deivid, respectivamente, perdem a vaga no time titular.

“Espero que façamos uma boa partida. Estou muito motivado. Fiquei duas partidas de fora e estava treinando forte. Isso agora é passado. Eu só penso agora em ajudar a minha equipe dentro de campo. Estou muito concentrado para este jogo”, afirmou Manoel.