Os jogadores do Atlético mal chegaram a Curitiba, após a vitória sobre o Atlético-GO, por 3 x 0, na última quinta-feira, e já voltaram aos trabalhos. Mas para aliviar um pouco a carga que tem pela frente, a comissão técnica deu folga e o elenco pode, pelo menos, dormir em casa antes de entrar em concentração para o jogo com o Corinthians amanhã.

Hoje, eles fazem um trabalho não muito pesado, apenas para dar ritmo ao time que vai tentar desbancar o líder dentro da Arena da Baixada. Mas Renato Gaúcho não deve mudar muito a formação da equipe, mantendo a ideia de que quanto mais tempo jogarem juntos, mais confiança terão.

Conhecendo um pouco do adversário, os jogadores esperam pelas orientações de Renato Gaúcho, que com a ajuda do “espião”, tem mais detalhes sobre como o Corinthians deve se postar no jogo de amanhã.

“Eu já vinha acompanhando, sabemos um pouco sobre eles, mas vamos deixar para acertar com o professor [Renato Gaúcho] para saber como vamos anular as jogadas do Corinthians”, explicou Fabrício, que junto com Manoel e o reforço de Deivid precisam parar o ataque adversário.

Mesmo com alguns dados em mãos, que podem ajudar o Furacão a construir a terceira vitória seguida amanhã, Paulinho prefere não revelar quais são os conhecimentos que o elenco atleticano detém sobre o adversário, e usa como melhor tática agora manter apenas entre os jogadores e a comissão técnica as informações já absorvidas.

“Estamos concentrado, sabemos de alguns pontos fortes e fracos e vamos por em prática para tentar superar o Corinthians em casa”, disse Paulinho, sem dar pistas de quais são os pontos fracos da equipe paulista.