O técnico Jorginho repetiu a escalação do time titular do Flamengo nos dois coletivos que realizou no clube, mas nem por isso quem trabalhou na equipe principal deve se sentir garantido na equipe. Nesta quarta-feira, Elias lembrou o alerta dado pelo treinador e também destacou que Jorginho fez vários testes no time – Alex Silva, Ramon, Ibson, Cleber Santana e Rodolfo foram usados na última atividade.

“Em campo a gente se entende. Vamos falar e ajudar os companheiros. Vamos jogar mais como equipe, com todo mundo marcando e se ajudando. O Jorginho falou ali que se tivesse um Zico seria titular absoluto. Como não tem, todo mundo vai ter de lutar pelo seu espaço. Uma briga boa e positiva”, disse.

Elias garantiu que é possível sentir algumas mudanças no trabalho de Jorginho e comparou a metodologia do técnico com a de clubes europeus – o jogador atuou por Atlético de Madrid e Sporting antes do retorno ao futebol brasileiro.

“Já percebemos que mudou um pouco. O Jorginho tem um método que se assemelha mito com a Europa, um trabalho mais curto, com mais intensidade. É um treino rápido, curto, do jeito que a gente gosta. É um esquema interessante. Esse 4-2-3-1 ajuda a gente chegar mais ao ataque. Aumenta um pouco a responsabilidade dos jogadores mais abertos, mas vamos ajudá-los”, afirmou.