As lesões e desfalques tem atrapalhado o trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo no Fluminense. Depois de manter longa invencibilidade (oito jogos), as constantes alterações e improvisações resultaram numa série de quatro rodadas sem vencer, o que recolocou o time sob a ameaça de rebaixamento.

Luxemburgo tem buscado todas as alternativas possíveis, notadamente nas divisões de base. No empate contra o Grêmio, no sábado, o técnico lançou o garoto Ailton na lateral-esquerda no segundo tempo. Com seus dois homens da posição afastados por graves lesões (Carlinhos e Ronan), o treinador colocou o jovem jogador para ver se poderia contar com ele nas próximas partidas.

“O Ailton tem quatro meses de clube apenas. Falei para ele entrar sem responsabilidade. Ele tem potencial, boa técnica, chega bem à linha de fundo, tem força para voltar”, analisou o treinador, que deixou no ar a possibilidade de o menino enfrentar o Cruzeiro, nesta quarta, em Minas.

A importância e dificuldade do confronto, porém, podem levar Luxemburgo a optar por outro garoto com um pouco mais de rodagem no time titular. “O (volante) Rafinha é o coringa do time. Para ele, a bola é um prato de comida. Onde eu colocar ele joga.”

O elenco titular realizou apenas exercícios físicos ontem, nas Laranjeiras, enquanto os reservas disputaram uma atividade técnica sob o comando do auxiliar Júnior Lopes.