Felipe Massa atribuiu a 15ª colocação no grid do GP da Rússia a um erro cometido no Q2 e ao excesso de tráfego, que teria impedido uma volta mais rápida para avançar no treino classificatório, neste sábado. Enquanto o brasileiro ficou próximo do pelotão do fundo, seu companheiro de Williams, o finlandês Valtteri Bottas, obteve o terceiro lugar na largada no Autódromo de Sochi.

“Eu cometi um erro na curva oito na minha primeira volta cronometrada no Q2. E, depois, nas minhas últimas duas tentativas, eu fiquei parado no tráfego, o que me fez perder muito tempo”, lamentou o brasileiro, superado pelo compatriota Felipe Nasr, da Sauber, que obteve o 12º posto.

Chefe de performance da Williams, Rob Smedley também lamentou o resultado do brasileiro no treino. “O resultado não saiu como o planejado. É uma pena porque o carro tinha ritmo e dava para brigar pelo segundo ou pelo terceiro lugar no grid”, comentou, ao citar o rendimento de Bottas.

Sem um bom lugar no grid, Massa vai apostar na estratégia para ao menos somar pontos em Sochi. “É uma pena e estou muito decepcionado, mas eu tenho um carro rápido aqui. Então temos que definir uma boa estratégia e usar o nosso ritmo para terminar a corrida na zona de pontuação amanhã”, afirmou.

Bottas, por sua vez, só teve motivos para comemorar neste sábado. Com o terceiro posto, ele desbancou os carros da Ferrari, com quem fez boa disputa no Q3. “Me senti muito bem no carro hoje e consegui impor um bom ritmo, apesar das poucas voltas que pudemos completar nos três treinos livres”, analisou o finlandês, que largará atrás somente do pole position Nico Rosberg e do líder do campeonato, Lewis Hamilton.