O Vasco confia no faro de gol de Bernardo em momentos capitais para superar o Botafogo, domingo, pela final da Taça Guanabara. O jovem vive de altos e baixos no clube, desde antes de sua saída para o Santos no ano passado. Em seu retorno, este ano, o panorama prossegue.

Bernardo começou a temporada como titular, fez gols, mas foi relegado à reserva depois de más atuações. Novamente no time, contra o Fluminense, no sábado, foi autor do primeiro gol. Ele espera manter a fama de goleador da hora do aperto.

“Lembro que nas categorias de base sempre fiz gol decisivo. Espero continuar com esse brilho e ajudar a equipe”, disse Bernardo. “Estamos tranquilos. É importante manter o foco e tudo o que fizemos até agora.”

Com a lesão do zagueiro reserva Rodolfo, afastado por no mínimo seis meses com os ligamentos do joelho direito rompidos, o diretor René Simões busca um defensor no mercado para compor o elenco.

DIRETORIA – O vice-presidente jurídico do Vasco, Aníbal Rouxinol, confirmou nesta terça-feira que renunciou ao cargo por divergências com o diretor executivo geral, Cristiano Koehler. Segundo Rouxinol, o motivo da discórdia foi o acordo que o dirigente fez para pagar uma dívida com Romário, no valor de R$ 18 milhões.