O Avaí vive o seu melhor momento no Campeonato Brasileiro. Invicto e sem ser vazado há três jogos, o time comandado pelo técnico Claudinei Oliveira vem animado depois da surpreendente vitória sobre o Grêmio por 2 a 0, em Porto Alegre. Nesta quinta-feira, contra o Coritiba, os catarinenses tentam fazer as pazes com seus torcedores. O duelo está marcado para as 21 horas, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 13.ª rodada.

Na zona de rebaixamento, em 18.º lugar com 12 pontos, o Avaí tem a segunda pior campanha como mandante neste Brasileirão. Em cinco jogos realizados até agora na Ressacada, o time somou apenas uma vitória, perdendo uma partida e empatando as outras três. Isso vem afastando os torcedores do estádio – o clube tem a terceira pior média de público da competição, com 6.618 pessoas por jogo.

“A torcida é nosso 12.º jogador. Chamamos a torcida para estar presente. Um time da posição e do tamanho do Avaí precisa desse apoio. Gostaria que dessem um voto de confiança e nos ajudassem a permanecer na Série A”, disse o presidente Francisco José Battistotti.

Um dos grandes responsáveis pelo bom momento do Avaí é Douglas Friedrich. Desde que o goleiro entrou, o time não sofreu gols e nem perdeu. Apesar de ter sido oferecido pelo empresário para Flamengo e Cruzeiro, ele deve continuar no clube até o fim do ano. Ex-Capivariano e Bragantino, time do interior de São Paulo, está emprestado pelo Corinthians.

Claudinei Oliveira não poderá contar com os suspensos Luan e Joel. O volante recebeu o terceiro cartão amarelo e o atacante foi expulso diante do Grêmio. No meio de campo, Wellington Simião, autor do primeiro gol em Porto Alegre, será o escolhido, enquanto que Júnior Dutra entra no ataque.