O Cruzeiro perdia o jogo por 2 a 0 para o Paysandu, neste sábado, em Belo Horizonte, mas conseguiu virar para 4 a 3 pelo Campeonato Brasileiro. Foi a primeira derrota do técnico Carlos Alberto Torres no comando do Paysandu. O três gols da equipe paraense foram marcados por Rafael Moura. Na quarta-feira passada, o time do Pará havia goleado o Cruzeiro em Belém, em jogo remarcado pelo STJD.

O Cruzeiro descontou com Alecsandro ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, o time comandado pelo técnico Paulo César Gusmão conseguiu a virada com gols de Diego, Alecsandro, novamente, e o estreante Daniel Morais. Rafael Moura descontou no fim em cobrança de pênalti.

O Cruzeiro foi a 48 pontos ganhos, em 33 jogos, e permanece em nono lugar na classificação do campeonato. O time mineiro continua no grupo dos que disputam vagas para a Copa Sul-Americana de 2006. E se reabilita na competição tentando recuperar os pontos perdidos com as duas partidas anuladas pelo STJD, contra o Botafogo e o Paysandu.

O Paysandu permanece com 35 pontos, em 32 jogos, e volta a entrar na zona de rebaixamento ? o Figueirense venceu a Ponte Preta e foi a 37 pontos. Sob o comando do técnico Carlos Alberto Torres, o time de Belém ganhou três jogos seguidos e respirou na competição, deixando as últimas colocações.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro enfrenta o Coritiba, na terça-feira, na capital paranaense, e o Paysandu recebe o líder Corinthians, na quinta, em Belém.

Ficha técnica:

Cruzeiro 4 x 3 Paysandu

Cruzeiro: Fábio; Jonathan, Marcelo Batatais, Moisés e Leandro (Francismar); Diogo (Wando), Maldonado, Fábio Santos e Wágner; Alecsandro (Daniel Morais) e Diego. Técnico: Paulo César Gusmão.

Paysandu: Alexandre Favaro; Marquinhos, Luís Henrique, Váldson e Marco Aurélio (Adenílson); Alemão (Rodrigo), Marabá, Gian e Cléber; Ceará (Balão) e Rafael Moura. Técnico: Carlos Alberto Torres.

Gols: Rafael Moura, aos nove e aos 23, e Alecsandro, aos 24 minutos do primeiro tempo; Diego, aos 15, Alecsandro, aos 31, Daniel Morais, aos 40, e Rafael Moura, aos 43 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Fábio Santos e Marcelo Batatais (Cruzeiro); Marquinhos (Paysandu).

Árbitro: Wilson Luis Seneme (SP).

Renda: R$ 112.500,00.

Público: 9.123 pagantes.

Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).