O Bahia conseguiu a primeira vitória na Série B do Campeonato Brasileiro em grande estilo. Debaixo de muita chuva, o time de Salvador goleou o Mogi Mirim por 4 a 1, no estádio Pituaçu, na capital baiana, nesta sexta-feira, na abertura da segunda rodada.

A partida aconteceu com os portões fechados, pois o Bahia cumpre punição pela confusão na partida contra o Figueirense, no Brasileirão do ano passado. Os baianos haviam começado o torneio com um empate contra o América-MG, fora de casa, por 1 a 1, e com a vitória, conseguiram chegar aos quatro pontos. Já o Mogi Mirim amargou a segunda derrota seguida e é um dos lanternas.

O Bahia resolveu usar o lado direito do ataque para tentar surpreender o adversário. Mesmo jogando fora de casa, o adversário não ficou recuado e apostou na velocidade do meio para frente para tentar surpreender. A dupla entre Tony e Maxi Biancucchi deu trabalho para os marcadores do clube paulista e conseguiu criar a jogada do primeiro gol. Aos 18 minutos, o argentino recebeu lançamento, que encobriu Leonardo, passou pela marcação e bateu firme de perna esquerda para marcar.

Os visitantes não se intimidaram e mantiveram a estratégia de jogo, de ganhar da marcação na base da velocidade. O empate saiu aos 30 minutos. Elvis recebeu passe e cruzou. Geovanne apareceu livre na segunda trave para cabecear para o fundo das redes. A defesa do Bahia ficou reclamando de uma possível saída de bola no lance.

O empate deixou o duelo aberto, com oportunidades para os dois lados, mas o Bahia conseguiu ir para o intervalo na frente do placar. Aos 43 minutos, Pittoni fez o cruzamento da direita e Zé Roberto ganhou da marcação para cabecear para o fundo das redes. Biancucchi teve a chance de marcar outro, logo em seguida, ao tentar por cobertura, mas exagerou na força e mandou para fora.

Logo no primeiro lance da segunda etapa, o Bahia ampliou o marcador. Maxi Biancucchi fez o cruzamento e encontrou Zé Roberto livre de marcação. O meia pegou de primeira e marcou um belo gol. Debaixo de muita chuva, o Mogi Mirim tentou reequilibrar a partida, mantendo a confiança de buscar o resultado.

Enquanto o ataque buscava espaço, a defesa deixava a desejar e o Bahia aproveitou para transformar o placar em goleada. Maxi Biancucchi fez grande jogada pela direita e cruzou na medida para Léo Gamalho, que precisou finalizar duas vezes para marcar.

O gramado molhado do estádio Pituaçu complicou até para o árbitro Rodrigo Lima da Rocha, que escorregou e caiu de bumbum. Os visitantes ainda tiveram força para arriscar contra a meta de Douglas Pires, mas o jogo caminhou para o final sem grandes chances de gol.

O Mogi Mirim volta a campo contra o Sampaio Corrêa, na próxima sexta-feira, às 21h50, no estádio Romildo Vitor Ferreira, no interior de São Paulo. No sábado, às 21 horas, o Bahia encara o CRB, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 4 x 1 MOGI MIRIM

BAHIA – Douglas Pires; Tony (Adriano Alves), Robson, Titi e Bruno Paulista (Patric); Wilson Pittoni, Souza e Tiago Real; Léo Gamalho, Zé Roberto (Rômulo) e Maxi Biancucchi. Técnico: Sérgio Soares.

MOGI MIRIM – Daniel; Edson Ratinho, Fábio Sanchez, Wagner e Leonardo; Léo Bartholo (Gustavo Costa), Magal, Romarinho, Elvis (Geovane Lobo) e Vitinho; Geovane (Júnior Juazeiro). Técnico: Edinho.

GOLS – Maxi Biancucchi, aos 18, Geovane, aos 30, e Zé Roberto, aos 44 minutos do primeiro tempo; Zé Roberto, a 1, e Léo Gamalho, aos 18 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Bruno Paulista (Bahia); Edson Ratinho (Mogi Mirim).

ÁRBITRO – Rogério Lima da Rocha (SE).

RENDA E PÚBLICO – Portões fechados.

LOCAL – Estádio Pituaçu, em Salvador (BA).