Sem perder há cinco partidas – são três vitórias e dois empates -, o discurso no Fluminense ainda é o de se livrar do risco de rebaixamento. O time ocupa a 10ª posição na tabela do Brasileirão e tem de vencer o Coritiba, neste sábado, às 18h30, no Maracanã, para começar a almejar outro objetivo na competição: o de passar a lutar para se aproximar dos primeiros colocados e conseguir uma vaga na Libertadores de 2014.

O time tem melhorado o rendimento, está mais compacto e aplicado taticamente. Ainda assim, carece de um atacante definidor – Fred está contundido – e de alguém que possa criar jogadas a partir do meio-de-campo – o meia Wagner alterna boas e más atuações.

Para tentar superar o Coritiba, o técnico Vanderlei Luxemburgo pediu mais uma vez o apoio da torcida. Para isso, citou os últimos resultados e, principalmente, a maneira de atuar da equipe. Ele fez questão de ressaltar que o elenco do Fluminense é forte e que, apesar dos desfalques, tem a obrigação de pontuar para chegar entre os primeiros do Brasileirão.

O atacante Rhayner endossou a necessidade de que seja restabelecida uma relação boa entre o time e a torcida. Ele disse que o Fluminense não pode mais tropeça em casa, para evitar que o clima de desconfiança volte a tomar conta dos torcedores. Para isso, nada melhor do que uma boa vitória neste sábado, dentro do Maracanã, ampliando a série invicta e abrindo a possibilidade de sonhar mais alto no Brasileirão.