A assessoria de imprensa de Emerson Fittipaldi divulgou nesta terça-feira, na ocasião do 30º aniversário do primeiro título do brasileiro na F-1, comentários do piloto sobre a histórica conquista. Fittipaldi venceu a temporada de 1972 a bordo de uma Lotus, abrindo as portas para outros pilotos do país na categoria.

– Faltavam 15 voltas para o fim e elas foram as mais longas da minha carreira. Meu pai (Wilson) narrou minha vitória pela Rádio Jovem Pan e há um mês ouvi a gravação junto com meus filhos mais novos, a Joana e o Luca. Ficamos todos muito emocionados. Aquele foi o dia mais emocionante da minha vida. Quando contornei a última curva do circuito (Monza, na Itália) e entrei na reta de chegada, comecei a gritar dentro do carro e chorei muito. Não achava que depois daquela conquista o Brasil teria tantos pilotos competindo e vencendo no exterior. É uma grande recompensa – disse Emerson nesta terça-feira. (Lancepress!)