Duas semanas depois de ser apresentado no Santos, o volante Emerson participou do seu primeiro coletivo nesta sexta-feira no CT Rei Pelé. Sua participação na atividade, porém, não é sinal da proximidade de sua estreia no time. Tudo indica que o intenso treinamento físico a que foi submetido no período da manhã e a escalação na equipe reserva à tarde foram mais punição do que preparação.

O comentário na cidade – e que chegou ao CT nesta sexta – foi que Emerson teria sido visto saindo carregado de uma famosa danceteria da orla santista, na madrugada de quinta-feira. Consta que alguns torcedores do clube chegaram a cobrar uma postura mais profissional do jogador.

No coletivo, Emerson demonstrou estar muito longe da forma física ideal, não conseguindo se movimentar e acompanhar o ritmo dos companheiros. Inativo desde abril, quando rescindiu contrato e deixou o Milan, o volante acertou com o Santos por telefone sem fazer exames médicos, apesar de já ter sofrido graves lesões nos joelho – ambos operados – e uma fratura por estresse no pé esquerdo.