O empate do Paraná Clube com o Arapongas foi visto com bons olhos pelos jogadores e pelo próprio técnico Milton Mendes. A qualidade do adversário, o gramado ruim e a própria falta de criatividade paranista foram fatores citados para o grupo chegar à conclusão de que o resultado foi bom.

‘Tivemos algumas oportunidades, mas a equipe não rendeu o que realmente rende. Estamos satisfeitos. Era um campo difícil, uma equipe bem montada. Nossos jogadores estão de parabéns’, avaliou o treinador.

Com o placar zerado e o cronômetro chegando aos quarenta minutos da etapa final, o comandante promoveu a entrada de dois volantes no time, sacando Fernando Gabriel e Giancarlo. Assim, o Tricolor terminou a partida com Cambará, Ricardo Conceição, Elyeser e Elton – que fez sua estreia – em campo. Milton Mendes explicou que a ideia era colocar mais homens no meio-campo e tentar surpreender o Arapongas. ‘Com o Elyeser, quis dar uma segurança mais defensiva, povoar o meio-campo, porque o Fernando (Gabriel) estava tendo um pouco de dificuldade. Minha ideia de colocar o Elyeser era tirar um homem de lá e vir de trás, e ele conseguiu em alguns momentos fazer isso. O Elton entrou pra dar uma estabilidade e encorpar o meio-campo’, justificou Mendes.

Para superar as dificuldades encontradas em Arapongas, o Paraná já volta a campo amanhã, quando enfrenta o Rio Branco. A equipe faz um treino na manhã de hoje, na Vila Capanema, visando o confronto contra o líder do Campeonato Paranaense. O comandante trata todos os jogos como finais e não divulga a meta do Tricolor para avançar à fase eliminatória.

‘Queremos ganhar pontos, o máximo que pudermos. Acho que todo treinador tem a mesma ideia. Somar pontos, subir na tabela e ir pro mata-mata com força’, ressaltou Milton Mendes.