Esta quinta-feira (22) pode ser decisiva pro futuro do Atlético na Libertadores. Ainda procurando uma casa pra mandar a partida contra o Santos, no dia 5 de julho, pela ida das oitavas da Libertadores, o Furacão aguarda uma resposta oficial do Coritiba a respeito do empréstimo do Couto Pereira. O que pode acontecer nesta quinta, quando o presidente do Coxa, Rogério Bacellar, retorna de viagem.

Em reunião do Conselho Deliberativo do Alviverde, Bacellar afirmou e reafirmou – o que foi registrado em ata – que não poderia emprestar o estádio ao Atlético por causa da troca do gramado, que começou nesta semana. No entanto, mesmo que a possibilidade de reviravolta seja pequena, ela não é descartada nos bastidores do Coritiba. Bacellar negou qualquer possibilidade de empréstimo e não de aluguel.

Certo mesmo é que quem decide sobre isso é o próprio Bacellar. Outros dirigentes do clube, quando questionados, evitam tecer qualquer comentário e sempre ressaltam que este assunto só pode ser respondido pelo presidente alviverde.

Diante desta situação, também segue a dúvida de como ficará a relação entre os clubes, que têm atuado juntos em várias frentes, como na busca por um valor maior de direito de televisão. Na citada ata da reunião do Deliberativo, um conselheiro lembrou que “para o Atlético a resposta sempre deve ser não”, o que até hoje não era a postura da atual diretoria coxa-branca.

Gramado do Couto Pereira já começou a ser trocado. Foto: Jonathan Campos
Gramado do Couto Pereira já começou a ser trocado. Foto: Jonathan Campos