João de Noronha
Dá-lhe Grison, do Haras Clemente Moletta, deverá ser inscrito na
Prova Especial Paulo Pimentel, que será atração das corridas do dia 27.

Atualmente o Jockey Club não tem condições de saldar seus compromissos mensais, inclusive pagando seus funcionários e profissionais com atraso. O presidente Roberto Hasemann, eleito recentemente para dirigir o Jockey Club até as próximas eleições no primeiro trimestre de 2007, comentou com a reportagem que sua maior preocupação é no sentido de conseguir saldar seus compromissos mensais, em dia, inclusive com pagamento de prêmios e salários do empregados.

Esclareceu-nos, no entanto, terá que diminuir as despesas com empregados e de modo geral, pois atualmente os resultados financeiros das reuniões são insuficientes para que o Jockey Club possa superar grave crise de ordem financeira do turfe paranaense.

Disse-nos, ainda, que o Jo-ckey Club tem recebido grande apoio da Associação de Criadores e Proprietários do Paraná e, ainda, de turfistas que se encarregam da conservação de algumas áreas do hipódromo.

Declarou-nos, ainda, que o patrocínio do Grande Prêmio Paraná está praticamente certo e que aguarda, com seus companheiros de diretoria, conseguir patrocínio para outras provas. Espera-se que as metas da diretoria do Jockey Club sejam alcançadas, a fim de que o turfe consiga equilíbrio financeiro para a promoção de corridas, pelo menos duas vezes por mês. Corridas todas as semanas, porém, achamos que não será fácil, inclusive pela falta de animais para a formação de bons programas.

Prova de grupo 2 na Gávea

A prova mais importante de domingo, na Gávea, Grande Prêmio Salgado Filho (grupo 2), será realizado em pista de areia, com a participação de sete competidores: Premier Plan (1-60), Ontário (2-53), Bragio (3-60), Nice Bete (4-60), Minion (5-60), Sea Cruise (6-60) e Imperialista (7-53).

Corridas em 3.000 metros na grama

O destaque de sábado, em Cidade Jardim, Prova Especial Estouvado, em 3.000 metros, na raia de grama, conta com dez animais de 4 e mais anos: Frankfurt (10-56), Haarlen (3-58), Horacinho (4-56), Lido Square (2-58), Nepotista (7-8), Nirvanesco (9-58), Reverie (6-58), Somague (5-56), Super Bond (8-56) e Zanthus (1-58).

Prova velocidade na areia

A Prova Especial Profissionais de Turfe destaca-se como corrida mais importante de domingo, em São Paulo, mas com apenas cinco velocistas, em l.200 metros, na raia de areia: Dama da Arte (4-58), Ghost Blade (3-54), Jato Forte (2-60), Old Gipsy (5-60) e Sussex (1-54).

Grande Prêmio Paraná

O Grande Prêmio Paraná está marcado  para o dia 8 de dezembro, em 2.400 metros, faltando, portanto, menos de dois meses. Apesar de o turfe paranaense enfrentar

a maior crise de sua história, a corrida mais importante  promete sucesso, inclusive financeiro, pois segundo soubemos, o Jockey Club já conseguiu patrocínio. Certamente outras provas também serão patrocinadas.