Às vésperas de embarcar para Chennai, na Índia, a equipe brasileira mostrou confiança antes do confronto válido pela repescagem da Copa Davis, entre os dias 17 e 19. No entanto, os brasileiros admitiram que terão um duelo perigoso contra os anfitriões indianos.

Número 1 do Brasil, Thomaz Bellucci mostrou cautela ao comentar a partida contra Somdev Devvarman. “É um adversário perigoso na quadra rápida, já que ele joga de fundo, corre, se defende e contra-ataca bastante”, avaliou o tenista, que reconheceu a responsabilidade de liderar a equipe. “O grupo tem que trabalhar por cada ponto que será comemorado por todos”.

Para os brasileiros, o principal desafio acontecerá na partida de duplas. Leander Paes e Rohan Bopanna estão entre os melhores duplistas do circuito profissional. “É uma dupla muito forte, apesar de não jogarem mais juntos no circuito, eles são muito experientes em Copa Davis, faz tempo que não perdem. Além disso, ambos estão entre os 10 melhores duplistas”, opinou Bruno Soares, que jogará ao lado de Marcelo Mello.

A equipe brasileira também está preocupada com a alimentação na Índia. Ricardo Mello, que jogará as partidas de simples, alertou para a qualidade da água e para o tempero dos alimentos indianos.

“A CBT [Confederação Brasileira de Tênis] teve muito zelo de entrar em contato com o hotel para tratar do cardápio, tomou todas as providências para que nada aconteça. Tenho certeza que estaremos bem cercados de cuidados”, garantiu o capitão da equipe, João Zwetsch.