São Francisco de Paula (RS) – Segue em ritmo alucinante o Ecomotion/Pro 2005. As primeiras equipes estão superando todas as previsões e a expectativa é de que o vencedor da maior corrida de aventura da América Latina seja conhecido no início da tarde de hoje.

Os espanhóis da equipe Buff despontam como favoritos. Até o fim da tarde de ontem, eles estavam cerca de duas horas à frente do segundo colocado. Mas os brazucas ainda estão na briga. Logo atrás da Buff, o quarteto Oskalungas, de Brasília, garante que continua até o fim na cola dos espanhóis. Em terceiro está o time sueco Cross Sportswear.

A chuva demorou, mas apareceu com força total na noite entre segunda-feira e ontem, fazendo que os competidores sofressem com o frio da Serra Gaúcha. ?A chuva pegou pesado. Teve até raio e trovoada. Uma tempestade, mesmo, que fez com que a gente perdesse bastante tempo?, disse Frederico Gahl, capitão da Oskalungas, quando desembarcava no último ponto de parada obrigatória da prova.

O dia foi mais uma vez de grandes desafios. Depois de enfrentarem mais 70 km de bicicleta, as equipes colocaram o pé na trilha para 26 km de trekking, antes de embarcarem nos caiaques para 27 km de remadas.

Os paranaenses das equipes Trópicos e Cosa Nostra estão bem atrás dos ponteiros e até o fim da tarde de ontem ainda não haviam alcançado o posto de controle 17, na transição do montain bike para o trekking.

Hoje é o dia de um dos momentos mais aguardados da corrida. Um imenso rapel de 130 metros no paredão adjacente a uma das maiores cachoeiras do país, a do Caracol, com 131 metros de queda livre.