Um grupo de cerca de 2 mil pessoas, formado em sua maioria por estudantes, saiu da Praça Sete de Setembro em direção a Praça Rui Barbosa, onde foi instalado um telão para exibição do jogos da Coda das Confederações. O protesto coincidiu com o horário do jogo Brasil x México, em Fortaleza.

Há muito mais pessoas do lado de fora do evento oficial, que é organizado pela prefeitura, do que dentro da arena de shows montada pela organização. O protesto é pacífico. Mas a Polícia Militar foi acionada. A manifestação chegou a bloquear o trânsito Avenida dos Andradas, em frente à Praça Rui Barbosa.

O principal alvo dos protestos é a realização da Copa do Mundo no País. “Quando o Governo investiu no Estado para acelerar as obras da Copa o posto de saúde do meu bairro entrou em greve por falta de condições de trabalho”, disse o estudante Emanuel Magno.

A maioria dos estudantes segura faixas contra a Copa, o Mineirão e a Fifa: “Eu troco o Mineirão por saúde e educação”, “Você aí parado também é explorado”. O protesto havia começado na Praça Sete de Setembro, por volta da 13h, no terceiro dia seguido de protestos em Belo Horizonte. Havia cerca de 5 mil pessoas, mas o grupo se dividiu.