A organização do Circuito Mundial de surfe decidiu finalizar a etapa da África do Sul neste domingo após o ataque de tubarão que quase causou uma tragédia na praia de Jeffreys Bay. Com a decisão, os australianos Mick Fanning, que sofreu o ataque, e Julian Wilson ficaram com a segunda colocação da etapa – não houve campeão. E o brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho, segue na liderança do campeonato.

Fanning foi atacado por um tubarão branco durante a disputa da final da etapa, neste domingo. No momento do ataque, que lembra cena de cinema, ele estava sentado na prancha à espera da onda. Uma grande barbatana cinza surgiu logo atrás do surfista e o surpreendeu. Assustado, Fanning tentou nadar para se afastar, mas o tubarão o atacou por baixo da prancha e chegou a derrubá-lo, acertando uma pancada em seu rosto.

O australiano, contudo, subiu rapidamente na prancha e logo foi acudido por uma lancha e dois jet skis da organização da prova. Fanning saiu ileso do susto. Já na areia, ele mostrou que o tubarão acabou rompendo a corda que prendia o pé do surfista à prancha.

“Eu tinha acabado de sentar lá, ia começar o movimento e então senti alguma coisa grudando na corda da minha perna. Eu imediatamente pulei e fui para minha prancha. Eu estava chutando e gritando. Eu estava esperando pela mordida. Eu acertei ele nas costas”, disse o surfista após o episódio em entrevista à Fox News.

Ele não chegou a pontuar na final. Já Wilson havia surfado uma onda, que lhe rendera 6,67 pontos. Inicialmente, a organização suspendeu a prova e cogitou finalizar a etapa na segunda-feira, um dia depois da data limite imposta para esta janela de competição. Horas depois, porém, decidiu encerrar a etapa, sem a definição de um campeão.

“A segurança de nossos atletas é a prioridade e, depois de conversarmos com os dois finalistas, cancelamos o restante da disputa”, informou a organização do Circuito. “Estamos incrivelmente felizes por ninguém ter ficado machucado. Queremos expressar toda nossa gratidão ao pessoal de segurança na água.”

Com a decisão, os dois surfistas levaram 8 mil pontos no campeonato. Assim, Fanning e Wilson desbancaram o brasileiro Filipe Toledo da segunda colocação geral. Fanning, com 32.950 pontos, assumiu o segundo posto e Wilson (31.450) ocupa agora a terceira posição. Filipinho caiu para quarto. E Mineirinho segue isolado na primeira colocação, com 33.200 pontos.

A próxima etapa do Circuito Mundial será disputada nas ondas de Teahupoo, no Taiti, entre 14 e 25 de agosto.

BRASILEIROS – Antes do ataque, os brasileiros Gabriel Medina, Adriano de Souza, o Mineirinho, e Alejo Muniz foram eliminados nas quartas de final da etapa de Jeffreys Bay. Um dia após bater Kelly Slater, Medina foi superado pelo dono de 11 títulos mundiais. Por causa da derrota de sábado, Slater precisou passar pela repescagem.

Ele venceu sua bateria e se credenciou para novo confronto com o brasileiro. Desta vez, se saiu melhor na disputa, com 18,10 pontos, contra 17,23 de Medina. Alejo Muniz foi derrotado pelo próprio Mick Fanning, por 18,17 a 9,00 pontos. Na outra bateria com brasileiro nas quartas de final, Mineirinho não resistiu a Julian Wilson: 15,53 a 12,33.