O pivô Nenê Hilário recupera-se bem da cirurgia que retirou um tumor de um dos testículos, na noite da segunda-feira, em um hospital de Denver (EUA). Não se sabe, porém, o tempo de recuperação do atleta. A equipe da NBA, por meio do técnico George Karl, já havia afirmado que se preparava para ficar sem o atleta por longo período. ?Uma massa testicular foi encontrada e retirada cirurgicamente?, disse o médico Fernando Kim, formado pela Universidade de São Paulo e chefe de urologia do Centro Médico de Denver, confirmando que o atleta foi submetido a uma operação. De acordo com nota oficial da NBA, o tumor foi constatado em um exame realizado semana passada pelo médico Saurabh Mangalik

Ainda não se sabe se o tumor é cancerígeno – o resultado de uma biópsia ainda não foi divulgado. Se benigno, a enfermidade é liquidada com a retirada do testículo. Tratamentos médicos como a radio ou quimioterapia também podem ser adotados, de acordo com o caso. O tumor no testículo é considerado por especialistas como a ?doença do homem jovem?, por atingir, principalmente, pessoas entre 20 e 40 anos. E tem altíssima porcentagem de cura (saiba mais sobre a doença no texto ao lado). O ciclista norte-americano Lance Armstrong, por exemplo, teve a doença diagnosticada aos 25 anos – mesma idade de Nenê – e, depois do tratamento, venceu a Volta da França por sete vezes.