Gustavo Henrique e Vitor Bueno serão avaliados nesta segunda-feira pelos médicos do Santos para saberem a gravidade das lesões que sofreram no sábado, na derrota por 1 a 0 para o Sport, na Ilha do Retiro, e o tempo de recuperação. O zagueiro teve um entorse no joelho esquerdo e o meia sentiu uma contusão no músculo adutor da coxa esquerda.

Ambos são dúvidas para o jogo de quarta-feira contra o Internacional, na Vila Belmiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil. O técnico Dorival Junior também não sabe ainda se poderá contar com o atacante Ricardo Oliveira, que se recupera de lesão na coxa direita. O jogador já desfalcou a equipe nas últimas duas partidas, contra Vasco e Sport.

Dorival culpou o calendário apertado para justificar os problemas que vem enfrentando. “Você joga numa quarta-feira, um jogo desgastante e brigado, e dois dias e meio depois está em campo novamente. Fica impossível de alcançar um grande rendimento. A lesão do Vitor foi claramente em razão do acúmulo de jogos. As equipes que jogam quarta-feira e domingo sempre terão problemas”, lamentou o treinador.

Depois do jogo contra o Internacional, o time santista volta a campo no sábado, quando recebe o Atlético-PR, às 21 horas, na Vila Belmiro, pela 28.ª rodada do Brasileiro.

‘FOLGADO’ – O árbitro Elmo Alves Resende Cunha relatou na súmula do jogo contra o Sport que expulsou o meia Elano após ser chamado de “folgado” pelo jogador. “Após receber um cartão amarelo por reclamação contra a arbitragem, reclamar de forma acintosa e grosseira, novamente dizendo as seguintes palavras: ‘você é muito folgado, folgado demais’.”