Uma explosão próxima ao ônibus do Borussia Dortmund nesta terça-feira (11) adiou o jogo diante do Monaco pela Liga dos Campeões. A delegação do clube alemão ia rumo ao Signal Iduna Park para o confronto que seria realizado nesta tarde (horário de Brasília), pelas quartas de final do torneio, mas o incidente fez os dirigentes da Uefa imediatamente suspenderem o confronto.

Cerca de 45 minutos antes do horário marcado para o início da partida, o Dortmund e a polícia alemã anunciaram que uma explosão havia acontecido próxima ao ônibus do clube. De acordo com as primeiras informações, o veículo estava a caminho do Signal Iduna Park, a cerca de 10 quilômetros do estádio.

A polícia também confirmou que uma pessoa ficou ferida, e imediatamente, o Dortmund anunciou que os jogadores estavam a salvo. No entanto, minutos depois confirmou que o zagueiro Marc Bartra ficou ferido e está no hospital. “Rápida recuperação”, desejou em postagem no Twitter.

As primeiras investigações ainda estão em andamento e o Dortmund pediu que as pessoas não divulguem notícias não confirmadas. A própria polícia reforçou o pedido e, momentos depois, informou que foram realizadas três explosões próximas ao ônibus, e não apenas uma.

Em relação aos torcedores que já estavam no estádio, o clube alemão pediu calma na saída e agradeceu a torcida do Monaco pelos gritos de “Dortmund! Dortmund!”, em apoio neste momento assustador. A polícia, por sua vez, garantiu que não havia “qualquer evidência de ameaça aos presentes” no Signal Iduna Park.

Enquanto o caso continua sendo investigado, a Uefa reagendou a partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, entre Dortmund e Monaco, para esta quarta, às 15h45 (horário de Brasília). Os ingressos utilizados nesta terça seguirão valendo para a entrada no estádio.