A Embaixada brasileira em Roma recorda neste fim de semana o três vezes campeão do mundo de Fórmula 1 Ayrton Senna com uma mostra sobre sua vitoriosa carreira no automobilismo.

A iniciativa também tem o objetivo de homenagear os fãs de Senna, em grande quantidade na Itália, e a fundação que leva o seu nome e que atua na educação de crianças e adolescentes.

Em 15 anos de atividades, o Instituto Ayrton Senna ajudou 10 milhões de jovens com investimentos de cerca de 70 milhões de euros. A cerimônia de inauguração do evento foi realizada na última sexta-feira na Embaixada do Brasil em Roma, na Piazza Navona. Além de Arcuri, estiveram presentes o embaixador do Brasil, José Viegas Filho, e a irmã do ex-piloto, Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna.

Morto em 1994 em um acidente no Grande Prêmio de San Marino, em Ímola, Senna é considerado um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1. Em dez anos de carreira, ele passou por Toteman, Lótus, McLaren e Williams.